• Cátia Rodrigues

Abrande. Comece TheVagar

Nos últimos anos, têm surgido uma série de doenças cuja origem pouco se sabe. Uma coisa é certa e existem, já, muitos estudos científicos para o provar: o stress, a correria dos tempos atuais, o excesso de trabalho e a pressão que se sente, socialmente, para estar sempre ativo não são o caminho para uma vida saudável, longa e de qualidade. É preciso ir TheVagar.


O tempo é o bem mais universal que qualquer ser humano tem ao seu dispor: exatamente 24h para todos à face da terra. A forma como o gerem, essa, cabe a cada um. Definir prioridades e abrandar é uma responsabilidade que ninguém pode delegar. O movimento slow, iniciado em Itália em 1986, pela slow food, coloca a sua essência no tempo, distinguindo-o como o bem imaterial mais precioso que existe, porque é algo irrecuperável.





É a pensar nesta premissa, que surge um local sedutor. Um alojamento de charme minimalista, inserido na Serra da Esperança, em Belmonte, bem no centro de Portugal: o TheVagar. Pretende oferecer experiências únicas, simples, com apenas e só o essencial: ser, estar, sentir. Seja como refúgio de uma rotina stressante, seja como a escola onde se aprende a abrandar, seja como escape para o descanso tão merecido, este é o berço ideal para quem quer ir TheVagar.


À chegada, os convidados são brindados com o mais belo dos cenários: natureza pura, intocada, virgem. Só a vê quem passa TheVagar. O canto dos passarinhos está sempre presente, o cheiro das árvores é inebriante, o orvalho toca os poros de quem veio para experimentar, os sabores são regionais e genuinamente autênticos. O acolhimento é simpático, empático, familiar. Despido de julgamentos ou críticas. Os seis quartos disponíveis prometem ser o cantinho certo para uma noite bem passada, onde os residentes flutuam enquanto sonham… TheVagar. Um espaço de spa e meditação convidam ao usufruto de momentos exclusivos que relaxam, pausam, libertam. A piscina de água salgada consente uma verdadeira viagem, um mergulho para dentro da essência humana… bem TheVagar. Mas há mais: aqui desfruta-se de eventos e atividades que garantem a conexão com o ser. Não muitos, não demasiados. Só os essenciais. É para ir TheVagar…

O convívio com Pessoas Humanas é uma possibilidade. A solitude também. A escolha é pessoal, única, gentil. O livre arbítrio está sempre presente. Assim como a magia. Apenas uma certeza permanece: nada será como antes.